sábado, 31 de janeiro de 2015

Mudanças

Coragem também é deixar aquilo que não se pode mudar.
Finalmente encontrei esse coragem. Agora só falta mudar mesmo o rumo. Mas quanto mais penso em mudar mais percebo que há mais coisas que também mudaria.
Tenho medo. Tenho medo de ter andado depressa demais. Tenho medo porque há coisas que não posso mudar. O tempo não volta atrás. A vida não muda. O passado não muda.
O futuro muda. Mas há bagagem que já fica. E por momentos penso... Que foi que fiz? Não me conheço. Não me reconheço. Quero recuperar-me e já não posso. Não sei como fazê-lo. Sei. Tenho medo. E achava eu que tinha recuperado a coragem. Foi uma das resoluções de ano novo e não chega ao fim do mês de Janeiro. Fraca. Sou fraca. Tornei-me fraca.
Quero-me de volta. Mas isso implica tanto...

sábado, 17 de janeiro de 2015

Sábado

O dia amanhece lentamente. Desperto em sobressalto. Apenas para voltar a adormecer.  Sonho contigo. Sonho que voltamos a dançar.
Acordo a sorrir.  Quero voltar a dançar.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Olá 2015!

Mais um ano que passou. Nem perdi tempo com resoluções vãs de vontade. 2015 traz-me novos horizontes e um grande desafio. Basta-me. Recuperei a minha coragem e estou pronta para começar de novo.
A estabilidade que alcancei tinha trazido o comodismo e eu estava a deixar-me enredar nesta teia invisível que quase me convencia que tudo estava bem e nada havia a mudar.
Mas há e por isso vamos tratar disso!
Bom ano!