terça-feira, 6 de junho de 2017

Sombra em mim

Há dias mais difíceis do que outros. Nunca me vou esquecer de ti. Este ano escolhi não falar. Sofri em silêncio a tua ausência.
Sorri ao olhar para outros olhos que me sorriam e calei a dor.
A vida continua. O amor continua.
Mas em mim ficou a memória da tua vida comigo.
Lembro-me a cada sorriso, a cada conquista que já não podem ser teus.
Mas nestes dias dói demais. Procuro forças onde não tenho e elas aparecem. Acredito que nada há a perdoar, mas sigo pela vida em busca do teu perdão. No fim hei-de encontrá-lo.
Até lá amo-te todos os dias e sofro sempre com a tua lembrança. Ameniza a minha dor e apazigua a minha consciência saber que não faria sentido ser de outra forma.
Será sempre como foi. Acredito.